“Todo silêncio tem um nome, tem um motivo…”